Joaquim Araujo não separa o olhar e o pensar. Muito menos tenta contê-los. Para ele, cada gesto ou movimento deflagra um pensamento, cada ideia faz perceber cenas, relações entre pessoas e elementos. E é neste labirinto de possibilidades que a fotografia marca sua trajetória e, foto a foto, ele configura sua presença no mundo.

Trinta imagens de uma sequência em P&B produzida por Joaquim entre 1992 e 2015, com o título Paixão pelas ruas, foram expostas em junho deste ano no centro de Florianópolis. Nelas, algumas das referências e buscas do fotógrafo, que prefere os dias nublados e a noite, com a figura humana em presença primordial e, quase sempre, desenhada em personagens anônimos que estão com pressa, são devotos, apaixonados ou manifestantes nas ruas. “Tenho uma curiosidade muito grande sobre as pessoas e uso a fotografia como forma de anotação das minhas observações sobre elas”, conta.

Joaquim nasceu em Londrina, no Paraná, e vive em Santa Catarina desde 1983. Iniciou na fotografia aos 11 anos com uma câmera pinhole e, a partir daí, aprendeu mais sobre fotografar com seu irmão, Osmar. Vive do ofício de fotógrafo desde 1991, quando trabalhou como assistente na Aruera – Oficina de Fotografia, com os conceituados Cláudio Brandão e Sérgio Vignes. Desde 1996 participa de salões e exposições. Atualmente, além do trabalho autoral, é especializado em retratos e conceitos para produtos e serviços. Também ministra aulas de fotografia. Em 1998, publicou o livro Florianópolis/Céu, pela Fundação Catarinense de Cultura.

Exposições:

2015 – Exposição individual Paixão pelas ruas, Varal da Trajano, Florianópolis/SC.
2014 – Exposição individual Gente Ausente Presente, Museu Histórico de São José, São José/SC.
2014 – Exposição coletiva Intercâmbio – Coletivo Multicor, Museu da Escola Catarinense, Florianópolis/SC.
2013 – Exposição coletiva Casa da Diva, Coletivo Floripa na Foto, Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina, Florianópolis/SC.
2002 – Exposição individual Epicentro, Livraria Catarinense, Florianópolis/SC.
1998 – Exposição individual Playground, Café dos Araçás, Florianópolis/SC.
1998 – Exposição coletiva Florianópolis/Céu, Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina, Florianópolis/SC.
1997 – Exposição individual Caminhos do Olhar, Nouvelle Vague, Florianópolis/SC.
1996 – Exposição individual London, 1995, Shopping Beiramar, Florianópolis/SC.
1996 – Exposição coletiva Autobiografias, Biografias e Personagens, Festival Mundial do Minuto, Museu da República do Rio de Janeiro e Centro Cultural de São Paulo, São Paulo/SP.

Prêmios:
2006 – Salão 1 do Circuito Sul Brasileiro de Arte Fotográfica.
2006 – Salão 3 do Circuito Sul Brasileiro de Arte Fotográfica.
2006 – Prêmios fotos Individuais na 11ª Maratona Fotográfica de Florianópolis.
2005 – Votorantim.
2005 – XIV Bienal Nacional de Arte Fotográfica.
2005 – Prêmio foto Individual na 10ª Maratona Fotográfica de Florianópolis.
2004 – Prêmio foto Individual na 9ª Maratona Fotográfica de Florianópolis.
1996 – “Cultura Viva” de Incentivo à Fotografia, Fundação Catarinense de Cultura.