Foto Chris Mayer-

Chris Mayer escolheu ser aquela que chama de ‘fotoarteira’. Além de fotografar, escreve dramaturgia, crônicas, poesia e dedica-se, também, aqueles que ama produzir: os fotopoemas. É na palavra conexão que encontra a síntese de sua obra. “Acredito que fotografar é um ato de entrega, de troca, de profundo respeito. As pessoas, a natureza, os bichos, os artistas se encontram com o fotógrafo numa faísca de clareza e transformação. Busco a conexão em todas as imagens, editadas com esse foco”, conta.

A conexão ganha corpo de várias formas e faz-se potência no trabalho de Chris Mayer. Nas paisagens, se dá através das interferências diretas, no uso de técnicas da fotografia, como o desfoque, ou com a manipulação no photoshop, mergulhando para despertar o sensitivo, acrescentando à paisagem aquilo que ela mesma provoca. Nas fotos de palco – e Chris Mayer tem atuado como fotógrafa e pesquisadora de espetáculos com ênfase em palhaços e circo há alguns anos -, a conexão busca o vínculo essencial entre ator e público. “A diferença da foto de palco, onde raramente o fotógrafo é percebido, é que este representa a plateia inteira. No caso do palhaço, por exemplo, ele possui, em sua essência, a honestidade consigo e com o público”, conta.

Nos fotopoemas, o eixo da conexão muda ligeiramente: “Passa a ser a compreensão da minha própria natureza e da necessidade de entendê-la, onde a percepção do outro que se identifica volta feito bumerangue na forma de insights poderosos, para ambos”. Nascida em Porto Alegre, esta fotógrafa experimentadora é formada em jornalismo pela UFRGS. Chris Mayer trabalhou como laboratorista P&B, em fotojornalismo e se entregou à fotografia experimental. Realizou vários cursos em fotografia e artes plásticas. Lecionou fotografia em faculdades de jornalismo, publicidade, artes visuais e arquitetura, no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina. Fotografou para dissertações nas áreas de antropologia e etnomusicologia, pesquisando a linguagem da fotografia como fonte de conhecimento onde a palavra não alcança. Ministrou diversos cursos e oficinas com técnicas como aquarela sobre foto em P&B. Tem um livro de fotopoemas, publicado de forma independente, chamado “Eu não entendo”, de 2008.

Exposições

2003 – Exposição Fotográfica coletiva Tatuar e ser Tatuado, da Reunião de Antropologia do Mercosul (RAM), UFSC, Florianópolis/SC.
2001 – Mostra Fotográfica Coletiva Passe a Câmera – Um olhar na greve de 2001 da Universidade Federal de Santa Catarina, na IV Reunião de Antropologia do Mercosul, Curitiba/PR.
2001 – Exposição Desconcertando, no Bar Martinika, Florianópolis/SC.
2000 – Exposição Incomum, Casa de Artes/Café Encena, Joinville/SC.

1996 – Exposição Cenas de Vida, Paço Municipal de Porto Alegre, Casa de Apoio Viva Maria, Prefeitura Municipal de Porto Alegre, Porto Alegre/RS.

1994 – Exposição Champanhe com Manga, na Casa de Cultura Mário Quintana, Instituto Estadual de Artes Visuais/MAC, Secretaria de Estado da Cultura do Rio Grande do Sul, Porto Alegre/RS.

1993 – Exposição coletiva Fotografia Experimental, na Semana de Fotografia Experimental, Casa de Cultura Mário Quintana, Instituto Estadual de Artes Visuais/MAC, Secretaria de Estado da Cultura do Rio Grande do Sul, Porto Alegre/RS.

1992 – Exposição Aquarela sobre Pedra e Mar, na Casa de Cultura Mário Quintana, Instituto Estadual de Artes Visuais/MAC, Secretaria de Estado da Cultura do Rio Grande do Sul, Porto Alegre/RS.

1992 – Exposição Aquarela sobre Pedra e Mar, na Usina do Gasômetro, Coordenação de Cinema, Vídeo e Fotografia, Secretaria Municipal da Cultura, Prefeitura Municipal de Porto Alegre, Porto Alegre/RS

 

­­­­­­­­­­­­­­­

Anjos de Tramandaí

CHRIS6 R$276,00 - R$342,00
Ano: 2010 Manipulação digital de imagem captada em filme preto e branco. É na palavra conexão que encontra a síntese de sua obra. A conexão ganha corpo de várias formas e faz-se potência no trabalho de Chris Mayer. Nas paisagens, se dá através das interferências diretas, no uso de técnicas da fotografia, como o desfoque, ou com a manipulação no photoshop, mergulhando para despertar o sensitivo, acrescentando à paisagem aquilo que ela mesma provoca. Impressão…
QUICK SHOP

Capim

CHRIS3 R$276,00 - R$1.071,00
Ano: 2014 É na palavra conexão que encontra a síntese de sua obra. A conexão ganha corpo de várias formas e faz-se potência no trabalho de Chris Mayer. Nas paisagens, se dá através das interferências diretas, no uso de técnicas da fotografia, como o desfoque, ou com a manipulação no photoshop, mergulhando para despertar o sensitivo, acrescentando à paisagem aquilo que ela mesma provoca. Impressão em papel 100% algodão (Photo Rag/Hahnemühle 308g) A indicação dos…
QUICK SHOP

Eu sei, sinto, sou?

CHRIS7 R$276,00 - R$1.071,00
Ano: 2014 É na palavra conexão que encontra a síntese de sua obra. A conexão ganha corpo de várias formas e faz-se potência no trabalho de Chris Mayer. Nas paisagens, se dá através das interferências diretas, no uso de técnicas da fotografia, como o desfoque, ou com a manipulação no photoshop, mergulhando para despertar o sensitivo, acrescentando à paisagem aquilo que ela mesma provoca. Impressão em papel 100% algodão (Photo Rag/Hahnemühle 308g) A indicação dos…
QUICK SHOP

Lua, lua, lua, luar

CHRIS R$276,00 - R$342,00
Ano: 2013 É na palavra conexão que encontra a síntese de sua obra. A conexão ganha corpo de várias formas e faz-se potência no trabalho de Chris Mayer. Nas paisagens, se dá através das interferências diretas, no uso de técnicas da fotografia, como o desfoque, ou com a manipulação no photoshop, mergulhando para despertar o sensitivo, acrescentando à paisagem aquilo que ela mesma provoca. Impressão em papel 100% algodão (Photo Rag/Hahnemühle 308g) A indicação dos…
QUICK SHOP

O beijo

CHRIS5 R$98,00 - R$395,00
Chris Mayer Ano: 2014 É na palavra conexão que encontra a síntese de sua obra. A conexão ganha corpo de várias formas e faz-se potência no trabalho de Chris Mayer. Nas paisagens, se dá através das interferências diretas, no uso de técnicas da fotografia, como o desfoque, ou com a manipulação no photoshop, mergulhando para despertar o sensitivo, acrescentando à paisagem aquilo que ela mesma provoca. Impressão em papel Photo Silk Baryta/Hahnemühle 310. A indicação…
QUICK SHOP

Passeio

CHRIS4 R$98,00 - R$395,00
Chris Mayer Ano: 2014 É na palavra conexão que encontra a síntese de sua obra. A conexão ganha corpo de várias formas e faz-se potência no trabalho de Chris Mayer. Nas paisagens, se dá através das interferências diretas, no uso de técnicas da fotografia, como o desfoque, ou com a manipulação no photoshop, mergulhando para despertar o sensitivo, acrescentando à paisagem aquilo que ela mesma provoca. Impressão em papel Photo Silk Baryta/Hahnemühle 310. A indicação…
QUICK SHOP

Vidraça

CHRIS2 R$276,00 - R$1.071,00
Ano: 2014 É na palavra conexão que encontra a síntese de sua obra. A conexão ganha corpo de várias formas e faz-se potência no trabalho de Chris Mayer. Nas paisagens, se dá através das interferências diretas, no uso de técnicas da fotografia, como o desfoque, ou com a manipulação no photoshop, mergulhando para despertar o sensitivo, acrescentando à paisagem aquilo que ela mesma provoca. Impressão em papel 100% algodão (Photo Rag/Hahnemühle 308g) A indicação dos…
QUICK SHOP